novo bloco de anúncios

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Idéias para o lanche da garotada

Todos nos sabemos que, as vezes, é muito dificil fazer uma criança comer verduras e legumes. Por isso decidi postar aqui algumas idéias engraçadas para fazer a criançada se alimentar melhor.







Vocês podem variar  de legumes.








terça-feira, 28 de junho de 2011

Minha experiência com o Alli


O Alli é o primeiro médicamento contra obesidade, a ser liberado para a venda, sem presquição médica, na Europa. O abjetivo deste medicamento é de bloquear a absorção de cerca de um quarto de qualquer tipo de gordura consumida .
Essa gordura é expelida pelo corpo pelas fezes e isso pode causar  uma diarréia incontrolavél. Mesmo estando ciente desse risco resolvi tentar. Comecei a tomar o Alli num final de semana, pois não sabia como o meu organismo iria reagir e fiquei ansiosa esperando a hora de ira ao toilette, esperei, esperei… e nada aconteceu.
E importante ressaltar que um comprimido de Alli tem a metade da dose de uma cápsula de Xenical e eu esperava realmente que ele fizesse efeito e que eu iria emagrecer, mas depois de duas  semanas sem nenhum resultados resolvi parar de tomar o medicamento.
Essa foi mais uma experiência frustada na tentativa de perder peso com medicamentos ou dietas milagrosas. Fiquem atentas, pois o milagre està em nos mesmas e em uma boa reeducação alimentar.

A historia do petit gâteau


Depois de alguns anos o petit gâteau caiu no gosto e no  paladar do brasileiro, porém, praticamente ninguém conhece a sua verdadeira origem.
O  verdadeiro nome francês dessa maravilha  é «  Moelleux au chocolat au cœur fondant  » que, se traduzido para o  português ficaria mais ou menos assim « macio de chocolate  com miolo que derrete ».
A receita original , criada pelo chef francês Michel Bras, se baseava em um centro de ganache congelado integrado dentro de uma massa de pão-de-ló. Depois 1981, data da criação do petit gâteau, a receita se simplificou e o principio de duas massas e de duas temperaturas foi substituido por uma so massa de pão-de-ló com forte teor em chocolate.
Mesmo simplificada, o ponto crucial dessa receita é o cozimento, pois o bolo é muito delicado. Portanto, se você não acertar de primeira, não se desespere e continue tentando.
Um abraço

Esclarecimento :

« A denominação "petit gâteau" é claramente fabricada e provavelmente de origem norte-americana, dado que em francês significa genericamente qualquer "bolinho" e, portanto, não faria sentido aplicá-la a uma receita específica. Ela é desconhecida na França, até porque gâteau também tem a conotação de biscoito. Entretanto, a composição do bolo pode remeter a uma origem francesa, já que lembra os populares tarte au chocolat e, principalmente, o fondant ou moelleux de chocolat. »
Fonte : http://pt.wikipedia.org/wiki/Petit_g%C3%A2teau

sábado, 25 de junho de 2011

Minha reeducação alimentar

Depois de três anos perdida entre dietas e compulsão alimentar e de 10 quilos à mais, resolvi dar um basta e procurar ajuda. A primeira coisa que fiz foi  parar de  fazer dieta e me alimentar normalmente. Isso feito entrei em contato com o serviço de endroquinoligia e nutrição do Dr. Basdevant no Hospital Pitie-Salpetriere de Paris. Dois meses depois fui hospitalizada durante uma semana, para fazer um checap médico. Durante esse periodo passei por varios tipos de exames, via uma nutricionista todos os dias, tive aulas de como cozinhar lihgt, tive consulta com médico especialista em medicina esportiva, etc.


sexta-feira, 24 de junho de 2011

Minha luta contra a balança


Quando cheguei na França passei por um periodo de grande depressão, pois tinha perdido o meu pai seis meses antes e era a primeira vez que me afastava da minha familia.
Mesmo tendo cuidado comecei a engordar e isso me levou a procurar e descobrir uma quantidade muito grande de dietas. Quase todas  elas condenavam os carboidratos e foi dessa maneira que comecei a entrar num aspiral sem fim do efeito sanfona..
No principio precisava perder poucos quilos e resolvi fazer dietas ricas em proteínas. O problema é que, quando começava a incluir carboidratos nas refeições,  voltava a ganhar os quilos eliminados ao longo do regime e de prémio ganhava mais 1 ou 2 quilos.

Alimentação Sem a Presença de Carboidratos



Quem está brigando com a balança e procurando perder peso, encontra sempre uma pessoa disposta a indicar uma dieta. O que não faltam são métodos para emagrecer, porém, em muitos casos, são hábitos alimentares carentes de vitaminas vitais para o corpo e ao invés de emagrecer, quem experimenta a dieta termina em um hospital.
Uma boa dieta é aquela que te faz comer, isto mesmo, nada de passar fome e uma alternativa deste gênero de alimentação é a dieta das proteínas. Leite e derivados, carnes, ovos, bacon, estes e outros alimentos ricos em proteínas e gorduras estão liberados.
E é claro, com uma dieta assim, a impressão é que alguma coisa está errada. E na verdade está. O preço a pagar por fazer uma dieta rica em proteínas e gorduras é deixar de comer alimentos ricos de carboidratos.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Compulsão alimentar noturna


Muitos são os que perguntam "Será que tenho compulsão alimentar?". Geralmente esta pergunta surge quando a pessoa não consegue controlar o desejo de comer aquilo que tem vontade e ingere em quantidade exagerada.
A compulsão alimentar é o ato de ingerir uma quantidade de alimentos significativa maior que a maioria das pessoas consumiria em um curto período de tempo. Geralmente as pessoas estão sozinhas e sentem-se deprimidas e culpadas depois do ato da compulsão alimentar, mas o indivíduo não provoca vômitos ou algum outro método purgativo. 
Pessoas que beliscam pequenas quantidades de alimentos o dia todo, não se encaixam nesta categoria. A pessoa com compulsão alimentar alimenta-se em um período delimitado, chamado episódio de compulsão alimentar.
Muitas pessoas acham que tem compulsão alimentar por consumir doces em excesso, guloseimas, por desejarem consumir pão à noite, etc. Isto não é caracterizado como compulsão alimentar, ou transtorno compulsivo alimentar periódico.
Sentir vontade de comer 1 pedaço de torta de chocolate e até repetir este pedaço é um momento que todos tem o direito de fazer, de vez em quando, sem culpas, mas no comer compulsivo a pessoa não consome apenas isso, mas vários outros alimentos e em quantidades enormes, não mastiga direito, não sente o gosto do que está comendo, não consegue parar de comer, mesmo já estando saciada e em período pequeno de tempo.

Dentre os transtornos alimentares já existentes, como a anorexia nervosa e a bulimia nervosa, há uma nova categoria a ser definida, denominada TCAP (Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica).

Para o diagnóstico do TCAP são levados em conta os seguintes critérios:

1) Episódios recorrentes de compulsão alimentar. Um episódio de compulsão alimentar é caracterizado por ambos os seguintes critérios:
·  ingestão, em um período limitado de tempo (por exemplo, dentro de um período de duas horas), de uma quantidade de alimentos definitivamente maior do que a maioria das pessoas consumiria em um período similar, sob circunstâncias similares;
·  um sentimento de falta de controle sobre o episódio (por exemplo, um sentimento de não conseguir parar ou controlar o que ou quanto se come).

2) Os episódios de compulsão alimentar estão associados a três (ou mais) dos seguintes critérios:
·  comer muito e mais rapidamente do que o normal;
·  comer até sentir-se incomodamente repleto;
·  comer grandes quantidades de alimentos, quando não está fisicamente faminto;
·  comer sozinho por embaraço devido à quantidade de alimentos que consome;
·  sentir repulsa por si mesmo, depressão ou demasiada culpa após comer excessivamente.

3) Episódios recorrentes de compulsão alimentar

4) A compulsão alimentar ocorre, pelo menos, dois dias por semana, durante seis meses.

5) Acentuada angústia relativa à compulsão alimentar.

6) Compulsão alimentar não está associada ao uso regular de comportamentos compensatórios inadequados (por exemplo, purgação, jejuns e exercícios excessivos), nem ocorre durante o curso de anorexia nervosa ou bulimia nervosa.
O comer compulsivo pode acarretar em conseqüências nada saudáveis, a principal é o sobrepeso e obesidade. Outras conseqüências seriam problemas gástricos devido ao grande consumo de alimentos ingeridos, além de comprometimento das relações interpessoais.
A pessoa que tem compulsão alimentar consome uma determinada quantidade de calorias em um dia, no dia seguinte come normalmente, no outro volta a ter episódio de compulsão alimentar, e esta oscilação poderá comprometer o metabolismo e favorecer o depósito de gordura.
O tratamento deve acontecer com uma equipe multidisciplinar, envolvendo médicos, psicólogos e nutricionistas.
Primeiramente, é importante fazer um trabalho de reeducação alimentar com o indivíduo, conscientizando da importância de comer adequadamente, tendo uma alimentação fracionada, além de tratamento com psicólogo e psiquiatra.
O psicólogo estará detectando os fatores psicológicos que podem estar favorecendo os episódios de compulsão alimentar. E se necessário o médico indicará a medicação correta. 
Por:
Roberta dos Santos Silva
Nutricionista-chefe do programa Cyber Diet. 

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Copa do Mundo 2014 em Morro de São Paulo




Interessado em atrair os turistas que vão visitar o Brasil em 2014 durante a Copa do Mundo, o município de Cairu, no Baixo Sul da Bahia, será um dos primeiros a receber o “Fórum Regional Copa Bahia 2014”. O evento acontece nos dias 22 e 23 de julho, em Morro de São Paulo.
O encontro será organizado pela Secretaria Estadual da (Secopa) em parceria com a Secretaria Municipal

quinta-feira, 16 de junho de 2011

O avião do futuro

Mode d'emploi: comment porter le Color block

Le principe du color block, ce sont des blocs unis, le color block, c’est l’art d’entrechoquer les couleurs . Cette saison, on ne verra que ça. Quels tons, quels mix, quels styles ? Petit stage pour passer à la folie-chromie.

Le beige peut-il passer pour une couleur ?

Banheiros publicos de Amsterdã

Um belo dia de verão, estava eu senta em uma praça publica de Amsterdã, com a minha irmã, e ficamos curiosas com uma coisa estranha que estava do nosso lado. Ficamos tentando descobrir para  quê servia aquilo. Não demorou muito e tivemos a resposta: um rapaz se aproximou, tirou o pinto e começou a fazer pipi.
O tal do treco era um banheiro publico.

domingo, 12 de junho de 2011

Feliz Dia dos Namorados

Receita de um "domingo legal"

O sol brilha em Paris, e para comemorar vamos fazer um bom churrasco à brasileira. A minha contribuição será  uma farofa bem encrementada. Aí vai a receita da farofa para churrasco:

Ingredientes

100 gr de bacon  picado finamente
100 gr de lingüiça calabresa defumada  picada finamente
2 colheres (sopa) de manteiga
cebola picada
 pimentão verde e vermelho picados
3 xícaras (chá) de farinha de mandioca crua
quanto baste de sal
3 colheres (sopa) de salsinha picada finamente
ovos cozidos picados

Modo de preparo

Numa panela de tamanho adequado à quantidade, coloque o bacon picado para fritar sem óleo (o bacon já tem sua gordura). Acrescente a calabresa na panela. Quando estiver dourado, junte a manteiga e a cebola picada e refogue por alguns minutos, até que a cebola esteja transparente. Tempere com sal a gosto. Junte a farinha de mandioca e mantenha no fogo, mexendo bem até que a farinha uma coloração típica da farofa (dourada).Um pouco antes de tirar do fogo, junte a salsa e mexa por mais um minuto, com cuidado para não deixar queimar a farinha. Retire do fogo, junte os ovos picados.